Atenção! Cadastro Único atualizado será requisito para se inscrever no novo programa Auxílio Brasil; saiba mais

Imagem: Reprodução/Google

Que o governo federal vem trabalhando para a implementação de um novo programa social já se sabe, o que ainda deixa dúvidas é como se inscrever para o Auxílio Brasil, programa que vai substituir o Bolsa Família.


A expectativa é que o programa tenha início a partir de novembro, sendo que os pagamentos do auxílio emergencial 2021 serão concluídos em outubro.


Como se inscrever para o Auxílio Brasil?

É importante deixar claro que o governo ainda não deu todos os detalhes de como vai funcionar o processo de inscrição para o programa, no entanto, algumas informações já foram divulgadas.


Por exemplo, a forma de entrada no programa permanece sendo através do Cadastro Único, de acordo com as declarações do ministro da Cidadania, João Roma.


Atualmente as classificações de renda são: renda por pessoa na família de até meio salário mínimo; renda mensal de até três salários mínimos.


Vale mencionar que poderão haver mudanças nas faixas dessas classificações de renda, o que pode permitir a entrada de novos beneficiários no programa.


Ainda falando do Cadastro Único, outra informação já veiculada é que será necessário que este cadastro esteja atualizado.


Como consultar ou me inscrever no Cadastro Único?

Através do aplicativo ‘Meu CadÚnico’ é possível verificar se a família está cadastrada e se precisa atualizar as informações. A ferramenta informa se o cadastro está desatualizado ou em processo de averiguação e ainda permite a impressão de comprovantes.


Para aqueles que não tenham acesso à internet, podem procurar algum Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) ou um posto de atendimento do Cadastro Único.


Nos casos em que ocorram mudanças de endereço, de telefone, de estado civil, de renda mensal ou em eventos de nascimento, adoção ou falecimento na família, o cadastro deve ser atualizado o mais rápido possível.


No entanto, vale ressaltar que a inscrição no Cadastro Único não garante a entrada direta no programa, é apenas um dos requisitos que serão analisados.


Quais documentos serão necessários?

O titular, responsável pelo cadastro de sua família, deve exibir os seguintes documentos:


  • Certidão de Nascimento;
  • Certidão de Casamento;
  • CPF;
  • RG;
  • Carteira de Trabalho;
  • Título de Eleitor.

No caso de indígenas, é necessário Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RAIN). A apresentação de CPF e de título de eleitor pode ser dispensada para indígenas ou quilombolas, mas algum outro documento de identificação, entre os citados anteriormente, deve ser levado.


Quem faz parte do Bolsa Família precisa se cadastrar também?


Não. Em entrevista recente concedida para a Record News na terça-feira (24), o ministro da Cidadania, João Roma afirmou que os beneficiários que já estão no Bolsa Família e, portanto, registrados no Cadastro Único, não precisam fazer novo cadastro para o Auxílio Brasil.


“Eles já seguem naturalmente para o benefício do Auxílio Brasil”, reforçou o ministro.


Com informações da Agência Brasil

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem