Veja os 9 principais sintomas de enxaqueca ( e quem tem maior risco).

Imagem: Reprodução/Google

A enxaqueca é uma doença neurológica genética e crônica que provoca sintomas como dor de cabeça intensa e pulsante, náuseas e vômitos, além de tonturas e sensibilidade à luz. O diagnóstico pode ser feito pelo médico clinico geral ou neurologista, que irá avaliar os sintomas e se necessário, solicitar a realização de alguns exames para confirmar a enxaqueca.


Os sintomas mais clássicos da enxaqueca incluem:


  • Dor de cabeça intensa, com duração média de 3 horas e que pode permanecer até 3 dias;
  • Dor intensa e latejante que incide mais sobre um lado da cabeça;
  • Alterações no sono e alimentação;
  • Enjoo e vômitos;
  • Tonturas;
  • Visão ofuscada ou manchas de luz no campo de visão;
  • Sensibilidade à luz e ao ruído;
  • Sensibilidade a certos cheiros, como perfumes ou cheiro de cigarro;
  • Dificuldade de concentração.

Também é comum que a dor de cabeça aumente durante a realização de atividades do dia-a-dia, como subir ou descer escadas, andar de carro ou agachar, por exemplo.


Além destes sintomas, podem existir algumas alterações visuais, como flashes de luz e imagem brilhantes, que indicam a presença de uma enxaqueca com aura. Saiba mais sobre a enxaqueca com aura, seus sintomas e tratamento.


Quem tem maior risco de ter enxaqueca

As causas da enxaqueca ainda não são totalmente conhecidas, no entanto, tende a ser mais comum nas mulheres, devido às alterações hormonais do ciclo menstrual.
Além disso, pessoas que experimentam períodos de muito estresse ou que estão tendo dificuldade para pegar no sono também têm tendência a desenvolver uma crise de enxaqueca.


Além disso, outros fatores como uso de alguns medicamentos, ingestão de comida industrializada ou alterações do clima também podem aumentar as chances de desenvolver uma enxaqueca. Conheça as causas mais comuns da enxaqueca.


Como é feito o tratamento

O tratamento da enxaqueca deve ser indicado por um neurologista, que irá prescrever alguns remédios como Cefaliv, Zomig, Migretil ou Enxak para o alívio da dor e outras medicações para os restantes sintomas, como Plasil, para as náuseas e vômitos.


Para tratar a enxaqueca eficazmente, é muito importante aprender a reconhecer os primeiros sintomas que normalmente antecedem a dor de cabeça, como sensação de mal estar, dor na nuca, leves tonturas ou sensibilidade à luz, cheiro ou ruído, para que o tratamento possa ser iniciado assim que possível.


Assista também ao vídeo seguinte e confira o que fazer para melhorar os sintomas: