Veja mais sobre empréstimos para MEI: Valores chegam a R$ 250 mil

Imagem: Reprodução/Google

A categoria Microempreendedor Individual (MEI) tem acesso a linhas de crédito com mais facilidades. Porém, é preciso ter cuidado em qualquer situação, pois eles são necessários em operações financeiras de qualquer natureza.


Entre os incentivos estão as as taxas são menores para o microempreendedor movimentar e aumentar a empresa e outras condições que são bem diferentes das dos profissionais autônomos e de empresas de maior porte. O empréstimo pode ser feito para qualquer finalidade, no entanto, deverá ser unido a atividade exercida no MEI.


Geralmente o crédito é liberado sem a necessidade de garantia pelo empresário, sem ter que atrelar bens ou consignação e sem dificuldades para ampliar o negócio, fazer melhorias e até para pagar fornecedores.


Tipos de empréstimos para MEI

Empréstimo para capital de giro – esse empréstimo é feito para auxiliar a empresa ser impulsionada. Para fazer esse empréstimo é necessário que não esteja negativado, ou seja, que o CPF ou CNPJ não esteja no Serasa.


As linhas de crédito mais comuns são:


Parceria da Caixa e do FAMPE/Sebrae, até R$ 12,5 mil de crédito, com prazo de pagamento de 24 meses, nove meses de carência, a uma taxa de juros de 1,59% ao mês.


Banco do Povo Paulista, até R$ 21 mil, taxa de juros de 0,35% ao mês e prazo de pagamento de 36 meses sendo 3 meses de carência.


Microcrédito – o microcrédito é uma linha de empréstimo desenvolvida especialmente para MEI, não tem tanta burocracia, com valor de até R$ 250 mil e o melhor é que podem ser adquiridos com agentes de crédito.
O BNDES fez uma lista de agentes operadores oficiais deste recurso, veja aqui para conferir.


Cheque especial pessoa jurídica – normalmente já está pré-aprovado para que possa ser usado quando for preciso e é bem parecido com o limite da contracorrente de pessoa física.


Para poder usar o cheque especial pessoa jurídica é preciso levar ao banco o IR ou DECORE e pode ter taxas de juros muito altas, o que faz com que seja indicado usar como último recurso.


Como solicitar o empréstimo

Para pedir o empréstimo à bancos, é preciso que o MEI esteja regularizado, e deverá ter todos os documentos necessários para fazer o empréstimo.


Também poderá contar com a ajuda de um contabilista, ou seja, profissional contábil, para apresentar a rentabilidade da empresa e para que será usada a linha de crédito.


Não importa que tamanho seja a empresa, , vale lembrar que é de grande importância estar com a contabilidade em dia, antes de solicitar um empréstimo. Se a empresa não está indo muito bem, vale fazer o fechamento da mesma para não incidir em uma grande dívida.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem