Câncer de pênis: causas, sintomas e tratamento; Veja.

Imagem:Google


No Brasil, mais de mil homens têm seus pênis amputados todos os anos. O nome dado a esse procedimento é “penectomia”, ou “falectomia”, e sua principal motivação é o câncer de pênis.


De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), esse tipo de tumor representa 2% de todos os tipos de câncer que atingem os homens brasileiros. Confira aqui o que é, quais são as causas, os sintomas e como é feito o tratamento do câncer de pênis.


O que é o câncer de pênis

O câncer de pênis é um tumor raro, que se manifesta em uma ferida persistente ou uma tumoração localizada na glande, no prepúcio ou no corpo do órgão sexual masculino.


Essa doença atinge, em especial, homens acima dos 50 anos. No entanto, os mais jovens também podem ser vítimas dela.


Esse tipo de câncer tem tratamento e pode ser curado, mas, quando a doença já está em um estágio avançado, a amputação do órgão genital se faz necessária.


Qual a causa do câncer de pênis

Assim como ocorre com outros tipos de tumor, o de pênis pode ser causado pela combinação de fatores diversos. A má higiene é uma das causas principais desse tipo de câncer.


Isso ocorre porque a higienização precária leva a inúmeras doenças, e essas, por sua vez, levam ao tumor. Contudo, essa não é a única causa da doença. Veja abaixo uma lista de fatores de risco do câncer do órgão reprodutor masculino.


Fatores de risco

Fator de risco é tudo aquilo que pode aumentar a chance de alguém contrair certa doença. No caso do câncer de pênis, os fatores de risco incluem:


Infecção pelo papilomavírus humano (HPV) – É uma das doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) mais comuns, e cerca de metade dos casos de câncer de pênis estão associados a ela.


AIDS – Essa doença, causada pelo vírus HIV, deixa o homem com o sistema imunológico baixo e pode aumentar o risco de câncer no órgão genital.


Tabagismo – O cigarro possui uma gama de substâncias prejudiciais ao corpo, que danificam o DNA das células e aumentam a propensão a diversos tipos de tumores, sendo o de pênis um deles.


Fimose – Homens com essa condição não conseguem retrair o prepúcio, impedindo que a glande (cabeça do pênis) seja completa ou parcialmente exposta.


Esmegma – Uma secreção, espessa e de cor branca, gerada pelo acúmulo de oleosidade, umidade e pele no órgão genital masculino, aumentando as chances de câncer nessa região.


Tratamento de psoríase com luz UV – Homens que fazem esse tipo de terapia devem ter seus órgãos genitais protegidos durante as sessões, pois a luminosidade ultravioleta pode aumentar as chances de tumores na área.


Tipos de câncer de pênis

Existem diversos tipos de câncer de pênis e os principais são:


  • Carcinoma de células escamosas – A grande maioria dos casos de câncer de pênis corresponde a esse tipo. Começa nas células escamosas da pele, causando inchaços espessos, igualmente escamosos.
  • Carcinoma in situ – Também chamado de câncer não invasivo. Corresponde ao estágio inicial do câncer de células escamosas, pois as células cancerígenas estão somente na superfície da pele.
  • Carcinoma verrucoso – É um tipo raro, caracterizado pelo surgimento de verrugas genitais.
  • Geralmente, elas evoluem lentamente e podem se alastrar para outros tecidos.
  • Melanoma – É a forma mais grave de câncer de pele. Acontece quando as células produtoras de melanina (substância que dar cor à pele) se tornam cancerígenas.
  • Sarcoma – Ocorre quando células, vasos sanguíneos, músculos ou outras células do tecido conjuntivo do órgão genital tornam-se cancerígenas.
  • Adenocarcinoma (doença de Paget do pênis) – Também é um tipo raro de câncer de pênis. Desenvolve-se nas glândulas sudoríparas da pele desse órgão.
  • Carcinoma basocelular – É mais um tipo de câncer que se desenvolve na pele do órgão reprodutor. Também é bastante raro.


Sintomas da doença

É importante ficar atento aos sinais que possam indicar a existência do câncer de pênis.

Alguns sintomas dessa doença são:


  • Ferida ou úlcera;
  • Secreção persistente;
  • Feridas que sangram e não cicatrizam;
  • Pequenos edemas sólidos;
  • Sangramento pelo pênis;
  • Pele do pênis mais espessas e/ou cor alterada;
  • Nódulos na virilha, glande, prepúcio ou pênis;
  • Dor e inchaço na região da virilha;
  • Inchaço no pênis.

Como é feito o diagnóstico

Comumente, os homens procuram ajuda médica muito tempo após começarem a perceber os sinais, quando a doença já está em um estágio avançado. No entanto, o câncer de pênis possui altos índices de sobrevida quando é feito um diagnóstico precoce.


Por isso, caso perceba algum desses sinais, procure um médico.Apenas um profissional poderá apresentar o quadro correto de cada pessoa. Sendo necessário, ele solicitará ao paciente a realização de uma biópsia para a obtenção do diagnóstico.


Tratamento

Como dito anteriormente, algumas vítimas do câncer de pênis precisam se submeter à amputação do membro. Contudo, isso só ocorre em casos muito avançados.


Quando o tumor é detectado nos primeiros estágios, é possível realizar cirurgia, fazer quimioterapia ou radioterapia. Dessa forma, é muito importante estar atento aos sintomas dessa doença e procurar auxílio médico para obter um diagnóstico o mais cedo possível.


Como prevenir o câncer de pênis


Para a prevenção do câncer de pênis, atente-se às seguintes recomendações:


  • Higienização – Lave o membro diariamente com água e sabão, especialmente, depois de relações sexuais. Não deixe de puxar o prepúcio para limpar a glande.
  • Circuncisão – Essa é uma recomendação para homens com fimose, que possuem o prepúcio estreito ou pouco elástico. A circuncisão é uma cirurgia simples para a retirada dessa pele.
  • Uso de camisinha – Doenças sexualmente transmissíveis são um dos fatores que levam ao câncer de pênis, por isso, faça sempre sexo seguro.
  • Tabagismo – Cigarros são extremamente maléficos à saúde, sendo uma das causas do câncer de pênis. Dessa forma, não fumar pode diminuir as chances de contrair essa e outras doenças.

Atenção: Para ter o diagnóstico correto dos seus sintomas e fazer um tratamento eficaz e seguro, procure orientações de um médico.