Veja como funciona o mais novo Empréstimo na conta de energia elétrica .

Imagem: Reprodução/Google

Em vigor desde 2019, a modalidade de empréstimo na conta de luz funciona como uma alternativa financeira para quem está em busca de dinheiro rápido, seja para pagar um dúvida ou custear uma situação emergencial.


Ainda pouco difundido no país, o serviço funciona assim: empresas credenciadas fornecem os recursos ao cliente, que deve pagar as prestações do acordo junto com o boleto da conta mensal de luz.


Entenda através do exemplo: se uma pessoa que paga em média R$ 100 na conta luz solicitar um empréstimo com parcela de R$ 300, o boleto final da companhia será no valor de R$ 400. Lembrando que a quantia pode mudar no decorrer dos meses, visto que o consumo é medido separadamente.


Dentre as condições para solicitar esta modalidade, o cidadão precisa:


  • Ter acima de 21 anos;
  • Possuir uma conta bancária, visto que o dinheiro é depositado nela;
  • Ser o titular do talão de luz;
  • Estar com todas as faturas de energia quitadas, ou seja, em dia;

Antes de mais nada, é importante o solicitante verificar a disponibilidade do empréstimo junto à companhia elétrica, avaliando se ela permite esse tipo de serviço.
Outro ponto é avaliar o custo-benefício da operação, quais os valores disponibilizados, taxas de juros e custo efetivo total (CET), comparando com outras linhas de crédito disponíveis no mercado.


Dentre as empresas que dão essa possibilidade para os consumidores, estão: Celesc, CPFL, Enel e Light. Além destas, instituições financeiras também oferecem esta modalidade, como a Crefaz, PlanCredi, Piki e Portocred.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem