Ministro Guedes APROVA novas parcelas do Auxilio Emergencial nessa terça-Feira (08); Veja

Imagem: Reprodução/Google


Governo federal confirma novas parcelas do auxílio emergencial em 2021. Nessa terça-feira (08), o ministro da economia, Paulo Guedes, informou que irá conceder mais duas ou três rodadas do benefício federal. De acordo com ele, a medida já vem sendo calculada no orçamento público e deve ter continuidade em agosto.


Após receber pressão da imprensa, da população e até mesmo dos parlamentares, o ministro da economia se posicionou sobre a renovação do auxílio emergencial. O benefício que deveria ser encerrado em agosto, contará com mais duas ou três parcelas, ainda a definir.


Segundo Guedes, a previsão é de que o auxílio perdure até o mês de outubro. No entanto, o projeto de lei que valida sua consolidação pode ser editado ainda até dezembro.


“Possivelmente nós vamos estender agora o auxilio emergencial por mais dois ou três meses, porque a pandemia está aí“, disse Guedes, em evento do setor de serviços.


Vacina deve garantir retomada econômica

Guedes falou ainda sobre o andamento do cronograma de vacinação, afirmando que a população adulta deverá está inteiramente vacinada até o mês de setembro. Com isso, o gestor espera que o mercado de trabalho volte a se recuperar e o comércio passe a retomar suas forças.


“Os governadores estão dizendo que, em dois ou três meses, a população brasileira adulta vai estar toda vacinada. Então, nós vamos renovar por dois ou três meses o auxílio, e logo depois entra, então, o novo Bolsa Família, já reforçado“, completou o ministro.


Novo bolsa família e possíveis reajustes no auxílio

Questionado sobre a possibilidade de aumento no valor do coronavoucher, o ministro afirmou que a proposta vem sendo analisada por sua equipe econômica, mas não está sendo descartada. Há rumores de que o benefício pode ser reajustado para até R$ 500.


No que diz respeito ao novo Bolsa Família, as informações concedidas são as mesmas anunciadas pelo presidente Jair Bolsonaro. O programa deve ser ampliado a partir de agosto, recebendo um maior número de pessoas.


Além disso, a previsão é de que as mensalidades sejam aumentadas e novos abonos serão criados. Confira as principais mudanças anunciadas para o BF:


  • Valor do auxílio-creche mensal para cada criança seria de R$ 52,00
  • Bônus anual para o melhor aluno de R$ 200,00
  • Bolsa mensal de R$ 100,00, mais um prêmio anual de estudante científico e técnico de destaque de R$ 1.000,00
  • Renovação nas regras de entrada e saída do programa
  • Atualização nos critérios mínimos de renda para inclusão no projeto