Dataprev atualiza portal do novo auxílio emergencial para consulta de aprovados.

Imagem: Reprodução/Google



A plataforma da Dataprev foi atualizada com a lista dos novos beneficiários. Dessa maneira, é possível acessar o site e consultar quem terá direito as novas parcelas do Auxílio Emergencial 2021. A consulta foi disponibilizada em abril, porém há atualizações constantes.


O pagamento do auxílio emergencial 2021 foi anunciado em março, por meio da Medida Provisória nº 1.039. Esse documento trouxe as novas regras e requisitos para a nova rodada de pagamentos.


O auxílio 2021 contempla 45,6 milhões de famílias. O ano passado esse número era de 68,2 milhões. Além disso, os novos pagamentos trouxeram outras mudanças, como valor das parcelas e requisitos para os beneficiários.


Em 2020, o auxílio emergencial abrangeu os trabalhadores desempregados, autônomos, microempreendedores individuais e beneficiários do Bolsa Família. Para este ano, o programa trouxe algumas mudanças:


  • Ser trabalhador informal; ou
  • Beneficiário do Bolsa Família;
  • Ter renda familiar mensal de até três salários mínimos (R$ 3.300);
  • Ter renda familiar per capita mensal de até meio salário mínimo (R$ 550);
  • Ter recebido o auxílio emergencial no ano passado.


Dessa maneira, o Ministério da Cidadania não permitiu novas inscrições e delimitou as vagas. A partir disso, no mês de abril a Dataprev divulgou a lista dos aprovados. Com isso, os cidadãos puderam fazer a consulta no site e verificar se foram contemplados pelo benefício.


Consultar auxílio emergencial na Dataprev

A consulta dos aprovados ainda está liberada e é atualizada constantemente. Para fazer a consulta é preciso acessar o site da Dataprev e informar os dados solicitados.


A plataforma irá pedir o número do CPF, o nome completo, nome da mãe e data de nascimento. Além da situação do benefício, a plataforma informa:


  • Resultados das análises;
  • Data de recebimento e envio dos pedidos;
  • Motivo para negação do benefício;
  • Situação da segunda solicitação;
  • Contestação do pedido negado.

A aprovação no auxílio não garante o recebimento das quatro parcelas. Isso porque, o Ministério da Cidadania e a Dataprev realiza checagens de dados todos os meses. Dessa maneira, evitam pagamentos indevidos e fraudes.


A checagem dos dados e informações é realizada em parceria com a Receita Federal, a Polícia Federal e a Controladoria-Geral da União. Esses órgãos verificam o cadastro do cidadão e confere se estão em consonância com as regras estabelecidas para o recebimento do auxílio.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem