Novo debate na Câmara dos deputados analisam custos e impactos da tecnologia 5G no País.

Imagem: Reprodução/Google


No debate estiveram no debate a diretora da área de Economia de Direito da LCA Consultores, Claudia Viegas, o coordenador do Programa de Telecomunicações e Direitos Digitais do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), Diogo Moyses Rodrigues, e o principal sócio de Tecnologia, Mídia e Telecomunicações da KPMG no Brasil, Marcio Kanamaru.


A deputada Perpétua Almeida (PCdoB) e o deputado Vitor Lippi (PSDB) foram os que solicitaram a audiência. O objetivo da reunião foi preparar os parlamentares da Casa para o leilão da rede 5G que, segundo o ministro das Comunicações, Fábio Faria, está marcado para julho.


Operadoras já estão se preparando para o 5G

As operadoras já começaram a se preparar para a chegada da tecnologia antes mesmo do leilão. A TIM, em parceria com a Huawei, já iniciou os testes no Brasil. A Claro, por sua vez, diz em seu site que já opera com a primeira rede comercial 5G DSS do Brasil.


"O 5G DSS é o início da jornada tecnológica 5G, introduzindo novas possibilidades através da conectividade. Essa tecnologia é possível ser disponibilizada por meio do compartilhamento dinâmico de espectro (DSS), utilizando a rede e as frequências atuais da Claro", disse Claro.
 


A Vivo, por sua vez, disse que também está trabalhando com o 5G DSS. O site da operadora diz que o serviço está disponível em 8 capitais neste momento.


Mesmo com as operadoras se preparando e avançando para oferecer o 5G, não há data até o momento, data de quando será realizado o leilão de tecnologia.


5G Nas telecomunicações, o 5G é o padrão de tecnologia de quinta geração para redes móveis e de banda larga.


Sistema que as empresas de telefonia celular começaram a implantar em todo o mundo no final de 2018. Sendo o sucessor planejado para redes 4G que fornecem conectividade com a maioria dos dispositivos atuais.