Nova variante da Covid-19 encontrada em Vietnã é híbrida entre indiana e britânica. Veja

Imagem: Reprodução/Google

As autoridades do Vietnã detectam uma nova variante do novo coronavírus (Sars-CoV-2) que é uma combinação de variantes indígenas e britânicas e se espalha rapidamente pelo ar, disse o ministro da Saúde neste sábado (29).


Depois de conter com sucesso o vírus durante a maior parte do ano passado, o Vietnã vem lutando contra um aumento de infecções desde o final de abril, o que representa mais da metade do total de 6.713 casos registrados. Até agora, houve 47 mortes.


"O Vietnã descobriu uma nova variante do covid-19 combinando características das duas variantes existentes encontradas pela primeira vez na Índia e no Reino Unido", disse o ministro da Saúde Nguyen Thanh Long em um comunicado. "Uma nova variante é muito perigosa", disse ele.


O país do Sudeste Asiático já havia detectado sete variantes do vírus: B.1.222, B.1.619, D614G, B.1.1.7 (conhecida como variante do Reino Unido), B.1.351, A.23.1 e B.1.617.2 (uma variante indiana).


A nova [cepa] é uma variante indiana com mutações que originalmente pertencem à variante do Reino Unido", disse Long, acrescentando que as autoridades anunciarão em breve o nome e características detalhadas da variante recém-descoberta.



A Organização Mundial da Saúde (OMS) identificou quatro variantes do SARS-CoV-2 de preocupação global. Isso inclui variantes que apareceram pela primeira vez na Índia, Reino Unido, África do Sul e Brasil.


Funcionários da OMS não responderam imediatamente a um pedido de comentário sobre a nova variante identificada no Vietnã.


Culturas laboratoriais da nova variante, que é muito mais transmissível do que os tipos conhecidos anteriormente, revelaram que o vírus se replicou muito rapidamente, disse Long. Segundo ele, isso poderia explicar por que tantos novos casos surgiram em diferentes partes do país em um curto período de tempo.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem