INSS: Pacientes quer contraíram covid-19 recebem quais benefícios? Confira!

Imagem: Reprodução/Google

Quem contratou o Covid-19 pode solicitar benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O trabalhador deve apresentar a documentação necessária para cada um dos casos. A maioria dos pagamentos é para ajudar em situações de doença, aquelas conhecidas como benefícios por incapacidade. Saiba mais sobre cada um deles abaixo:


1 - Auxílio-doença

Com as novas regras do INSS, o benefício passou a ser liberado temporariamente sem a obrigatoriedade de perícia médica.

O auxílio-doença pode ser solicitado a partir do 16º dia de licença, pois geralmente os médicos concedem atestar que variam de 7 a 14 dias para o trabalhador se recuperar, que são financiados pelo empregador.


No entanto, se mesmo após esse período a incapacidade persistir, o benefício pode ser solicitado. Além de ter direito ao auxílio, é necessário que o segurado cumpra um período de carência de 12 meses, mas existem algumas doenças que liberam o trabalhador da carência.


2º - FGTS

Caso o seu ambiente de trabalho não tenha sido organizado de acordo com as medidas de segurança necessárias para protegê-lo de ser contaminado pelo vírus, se for comprovado que a doença e o afastamento foram causados pela contaminação do Covid-19 no trabalho, é possível solicitar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).


O pagamento se deve ao tempo que a pessoa fica afastada e também ganha um ano de estabilidade no emprego contado a partir da data em que retomou a atividade profissional. Este é um caso de incapacidade temporária.

A documentação a ser enviada pode ser composta por fotos, vídeos, e-mails e testemunhas que podem provar o despreparo da área de trabalho para combater o Covid-19.

3 - Benefício de Prestação Continuada (BPC)

BPC é a sigla para Benefício de Prestação Continuada que pode ser paga a cidadãos de baixa renda e não pode mais trabalhar por causa do Covid-19. Para isso, é necessário passar pela perícia médica do INSS, o pagamento é de até um salário mínimo (atualmente em R$ 1.100).


4 - Pensão por morte

O INSS pode conceder aos familiares dos segurados do INSS que morreram por pensão por morte. O valor do benefício varia de acordo com o número de dependentes do aposentado, por exemplo, que são registrados nos dados do órgão. Para receber a pensão por morte é necessário que a pessoa que morreu tenha feito suas contribuições ao INSS.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem