Fiocruz quer entregar 1,2 milhão de vacinas por dia neste mês para população.

Imagem:Google

Durante o mês de abril a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) vai abrir mais um turno da linha de produção de vacinas contra Covid-19 na unidade de imunobiológicos de Biomanguinhos, elevando a capacidade diária de produção para 1,2 milhão de doses, contou o diretor da unidade, Maurício Zuma, em entrevista à Reuters.


A meta da Fiocruz é entregar até julho deste ano 100,4 milhões de doses de vacinas produzidas com insumo importado da China, e depois mais 110 milhões de doses até o final do ano com o próprio material.
 


A  Fiocruz é responsável hoje em dia por apenas 20% do total de doses aplicadas no país, enquanto a chinesa CoronaVac, envasada pelo Instituto Butantan, representa os outros 80%.


Até o momento, Biomanguinhos vem operando com duas linhas para a produção da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford com o laboratório AstraZeneca, mas só uma delas com dois turnos. “Vamos tentar também aumentar o tamanho do lote. Hoje, cada turno produz um lote médio de cerca de 300 mil doses, aos poucos queremos elevar o tamanho do lote para 320 mil. Mas isso tem que ser feito com segurança e qualidade”, ressaltou  Zuma.