13° salário do INSS: Confira quando estará disponível a 1ª e 2ª parcela da antecipação do abono.

Imagem:Google

A antecipação do 13º salário do INSS foi adiada, devido ao atraso na aprovação do Orçamento Geral da União para 2021. Portanto, a primeira parcela será paga em maio e junho e a segunda em junho e julho.


O pagamento do 13º salário do INSS antecipadamente foi anunciado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, antes mesmo da aprovação do Orçamento Geral da União para 2021. Por essa razão, houve um atraso no seu pagamento.


Esperava-se que as parcelas de 2021 fossem pagas nos mesmos meses do ano passado. A medida foi adotada em 2020 devido à pandemia Covid-19 e aos impactos gerados na economia.


A ideia era ajudar o segurado do Instituto Nacional do Seguro Social a enfrentar as despesas geradas pela doença. Diante da 2ª onda do anúncio Covid-19 no país, o governo decidiu antecipar, mais uma vez, o pagamento do 13º salário do INSS.


É importante lembrar que esse montante não afeta os gastos públicos, uma vez que está previsto em lei para acontecer durante o ano. O que acontece é apenas a antecipação do pagamento para o primeiro semestre do ano.


Antecipação do 13º salário do INSS em 2020

O 13º salário do INSS é pago em duas parcelas. A primeira acontece em agosto. A segunda parcela é paga em novembro, somada às reduções do imposto de renda quando ocorrem.


No ano passado, o pagamento das duas parcelas aconteceu antecipadamente, devido à pandemia da Covid-19. Assim, a primeira parcela, sem desconto, foi paga em abril.


A segunda parcela com as reduções de impostos foi paga em maio. A ideia do governo era fornecer recursos para os segurados pagarem as despesas geradas pela doença. É importante lembrar que os grupos de risco tiveram que adotar o isolamento social total.


A medida foi permitida pelo Decreto nº 10.410, de 30 de junho de 2020. A antecipação incluiu beneficiários de auxílio-doença, auxílio-acidente, aposentadoria, pensão por morte, encarceramento e salário maternidade.


Quem recebe o BPC (Benefício de Prestação Continuada) ou a renda mensal vitalícia não tem direito ao adiantamento. Isso é porque esse grupo não recebe o subsídio de Natal. Isso porque esses pagamentos são assistência.


Calendário de pagamento do 13º salário do INSS 2021

Para o pagamento deste ano, os segurados receberão a primeira parcela em maio/junho e a segunda em junho/julho. Existem dois calendários de pagamento, dependendo do valor do benefício recebido. Veja abaixo:

Imagem:Fdr


Os segurados que recebem mais de R$ 1.100, ou seja, mais do que o piso nacional tem um calendário distinto. Assim, o abono natalino será pago em junho (1ª parcela) e julho (2ª parcela).

Veja as datas:

Imagem:Fdr


é possível ver pelo calendário acima, esse grupo vai demorar um pouco mais para receber as porções de antecipação do subsídio de Natal. Mesmo assim, terminará, junto com os segurados que recebem um salário mínimo.


Com essa antecipação, os segurados do INSS não receberão outro subsídio no final do ano. Essa medida dificulta o pagamento de impostos e despesas específicas da época.
Diante disso, há esperança de que o 14º salário do INSS seja votado no Congresso Nacional nos próximos meses.


A proposta foi enviada ao Congresso no ano passado. No entanto, não foi votado. Os parlamentares já estão vendo a possibilidade de retomar as discussões sobre o assunto, especialmente agora, após o pagamento do adiantamento do 13º salário do INSS para aposentados e pensionistas.

Fonte:Fdr