Renda Brasil 2021: Governo federal retoma debate sobre implantação da Renda Brasil substituindo o Bolsa Família.

Imagem:Google

Governo federal retoma debate sobre implantação da Renda Brasil. Na semana passada, durante evento realizado na internet, o ministro da Economia, Paulo Guedes, voltou a mencionar o interesse de estabelecer um programa de transferência de renda que zera e a pobreza em todo o território nacional.

Conheça a proposta abaixo.


Renda Brasil é um projeto que é resultado do governo Bolsonaro cujo principal objetivo seria reduzir as taxas de pobreza e fome no país. Sua implementação começou em 2020, mas teve que ser suspensa devido a questões orçamentárias não resolvidas pelo governo federal.


O projeto funcionaria no lugar do atual Bolsa Família, beneficiando mais de 15 milhões de brasileiros em situação de vulnerabilidade social.


Por meio dela, o governo passaria a conceder salários a esse público e manter políticas públicas que incentivassem a empregabilidade, a saúde e a educação.


Como funcionaria a Renda Brasil?

O projeto deveria funcionar em um modelo semelhante ao Bolsa Família, mas garantiria a permanência daqueles contemplados no mercado de trabalho.


Entre suas propostas, ele visava oferecer empregos por meio do programa Carteira Verde e Amarela, onde cidadãos de baixa renda receberiam assistência financeira do governo federal enquanto vivenciavam um período de estágio no mercado.


Em relação aos valores, o governo queria aplicar um reajuste na renda mensal mínima. O pagamento deixaria de ser de R$ 89 por pessoa, acima de R$ 250.


Uma série de subsídios suplementares também seriam criados para incentivar a participação dos jovens nas Olimpíadas Escolares. Além disso, o governo também aumentaria o salário daqueles com média positiva de estudos, acima de 8.


Para quem tem filhos em casa, o programa estenderia o tempo de pagamento do subsídio para recém-nascidos. Pelo Bolsa Família, o salário extra seria concedido em até seis meses, mas a Renda Brasil deve manter os depósitos até os 3 anos de idade.


Segundo o governo, o valor seria usado para os pais que trabalham pagarem as creches dos filhos.


Guedes afirma ter interesse em manter Renda Brasil

Depois de meses sem falar sobre a proposta, Guedes retomou a agenda na semana passada. Segundo ele, o programa deve ser implementado para permitir que o país reduza seus índices de desigualdade.


O gestor disse ainda que a carteira deve ser vista como prioridade administrativa e que tratará retornos mais efetivos e diretos do que projetos atuais, como Bolsa Família e Assistência Emergencial.