Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal adiam pagamento do PIS/PASEP de julho para início de 2022

Imagem:Google

Governo federal anuncia atraso no pagamento do PIS/PASEP 2021. Diante da necessidade de reformular o benefício para os trabalhadores com a jornada de trabalho comprometida, a equipe econômica informou que o abono salarial só será liberado no início de 2022. A decisão foi validada pelo Codefat (Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador) e passa a valer imediatamente.


Não há boas notícias para os trabalhadores. Diante dos efeitos da covid-19, o governo federal irá adiar o pagamento do PIS/PASEP 2021. O benefício deveria ser concedido ao longo do segundo semestre deste ano, mas só ficará disponível em 2022.


Isso significa dizer que, para quem tem a renda com base no salário mínimo não haverá mensalidades extras.


Manutenção da MP 936

A decisão de adiar o pagamento do abono salarial foi motivada pela renovação da MP 936. A medida provisória vem promovendo flexibilidade nas leis de trabalho de modo que permita com que os contratantes reduzam a jornada e salário de seus servidores.


Diante dos cortes de salário, o governo vem concedendo mensalidades para complementar a renda do trabalhador. O aporte, em 2020, gerou uma despesa de mais de R$ 1 bilhão e deverá ser mantido em 2021.


Ainda com a concessão do auxílio emergencial, a decisão de suspensão do PIS/PASEP motiva uma maior economia nas contas da união, fazendo com que a equipe federal reduza sua folha orçamentária.


Decisão do governo é reprovada pela classe sindicalista

Após a confirmação do atraso, representantes do sindicado do trabalho passaram q criticar a decisão.
Muitos alegaram que o ministério da economia estaria descobrindo parte significativa da população que usaria o salário extra para organizar as contas.


De acordo com o secretário do Trabalho, Bruno Dalcolmo, foi solicitada uma reunião de emergência com o Codefat para negociar a proposta. Porém, não houve alternativa e mesmo sob reprovação da classe o projeto será mantido.


Ariovaldo Camargo, secretário de finanças da CUT (Central Única dos Trabalhadores) criticou o modo como a negociação foi feita. De acordo com ele, não houve um diálogo democrático de modo que os representantes sindicais pudessem manifestar suas opiniões.


Previsão de pagamento do PIS/PASEP 2021

Com a mudança não se sabe exatamente quando o benefício será ofertado. O ministério da economia informou que irá garantir as mensalidades no início de 2022, mas sem demais detalhes.


Antes da proposta, o abono passaria a ficar disponível ao longo dos próximos meses, sendo já anunciado seu calendário oficial.


Valor do PIS/PASEP 2021

Mesmo com a alteração no calendário de pagamento, o governo federal deverá manter o valor de base de R$ 1.100, atual salário mínimo.


Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem