Beneficiários do bolsa família vão receber o pagamento com o novo valor do Auxílio emergencial ?

Imagem:Google

O pagamento da primeira parcela do novo auxílio emergencial ocorrerá em abril. Assim, em março, os beneficiários do Bolsa Família receberão o valor tradicional.
A média paga no Bolsa Família é de R$ 192.


O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), planejava iniciar os pagamentos do novo auxílio emergencial em março para os beneficiários do Bolsa Família. No entanto, com o atraso da aprovação da PEC emergencial, os pagamentos começarão em abril.


Assim, a primeira parcela do auxílio emergencial ocorrerá no próximo mês, começando pelos beneficiários fora do Bolsa Família. O pagamento será, de acordo com o calendário que ainda será divulgado pela Caixa.


A expectativa é que o calendário de pagamento seja o mesmo do ano passado e acontecerá até o mês de aniversário dos beneficiários. Quem recebe o Bolsa Família, os pagamentos acontecerão de acordo com o calendário divulgado pela Caixa Econômica Federal no início do ano.


Assim, a partir de 16 de abril, os beneficiários do Bolsa Família terão acesso ao novo auxílio emergencial. O governo planeja fazer quatro pagamentos, com um valor que vai variar entre R$ 175 e R$ 375.


Valor do novo auxílio de emergência

Segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes, o valor vai variar de acordo com a composição familiar. Dessa forma, pessoas solteiras receberão R$ 175. As famílias que tiverem dois responsáveis receberão R$ 250.


Por fim, as mães solteiras responsáveis por uma família de pais solteiros receberão o maior valor, R$ 375. Além do valor repassado aos beneficiários, o número de beneficiários também mudará, para pouco mais de 40 milhões.


Em 2020, o auxílio emergencial incluiu mais de 60 mil beneficiários, mas este ano esse valor será reduzido. No entanto, segundo Guedes, mesmo com a redução serão incluídas as 14 milhões de pessoas que recebem o Bolsa Família.


Detalhes sobre critérios de seleção, valor das parcelas e sua quantidade serão divulgados em Medida Provisória que deve ser divulgada nos próximos dias pelo governo. Na mesma data, a Caixa pretende publicar o calendário com as datas de crédito em conta e caixa.