Novo calendário já esta disponível para saque! Governo Federal confirma adiantamento do pagamento do PIS/PASEP.


O governo Federal já havia afirmado que adiantaria o pagamento do calendário pis/PASEP. Esse avanço é uma das medidas tomadas pelo governo para mitigar os impactos gerados pela pandemia.


O calendário do PIS/PASEP 2020-2021 foi um mês antes. Com essa medida, o governo pretende injetar R$ 57 bilhões na economia, ajudando assim a tomar um novo gás. Assim, os trabalhadores nascidos entre março e junho e que recebem o PIS puderam sacar o valor a partir de 11 de fevereiro.


Os trabalhadores que recebiam o Pasep também tinham o pré-pagamento. Portanto, quem tiver o fim da inscrição de 6 a 9 também recebeu o valor em 11 de fevereiro.


Para ambos os casos, os benefícios podem ser retirados até 30 de junho deste ano. É importante lembrar que esses beneficiários só receberiam os valores a partir de 17 de março.
O valor a ser recebido varia entre R$ 92 e R$ 1.100.


Abono salarial e requisitos

O abono salarial equivale ao 14º salário, o valor máximo pago a um salário mínimo. A Caixa Econômica Federal é a Agente Operadora no Pagamento do Abono Salarial, sob a gestão do Ministério da Economia.


Os recursos para a transferência de valor para os trabalhadores são provenientes do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Para receber no calendário do PIS/PASEP é necessário atender a quatro critérios, e a falta de qualquer um deles impede o recebimento do benefício. Eles são:


  • Estar cadastrado no PIS há pelo menos cinco anos;
  • Ter recebido remuneração mensal de até dois salários mínimos durante o ano-base 2019;
  • Exercer atividade remunerada para pessoas jurídicas por pelo menos 30 dias, consecutivos ou não, no ano-base;
  • Tenha seus dados informados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS)/eSocial.


Valor do PIS/Pasep

Como dito anteriormente, o valor varia de R$ 92 a R$ 1.100.

O limite pago é de um salário mínimo, portanto, em 2021, é de R$ 1.100. Quanto é recebido é baseado no tempo trabalhado no ano base que é 2019.


Assim, basta multiplicar o valor mínimo de R$ 92 pelo valor dos meses trabalhados no ano anterior. Esse valor mínimo é resultado da divisão do salário mínimo em 12 meses.


O trabalhador que ocupou um emprego remunerado com carteira assinada de 15 dias ou mais contará como um mês completo. Portanto, você receberá R$ 92. Veja abaixo as possibilidades de recebimento:


1 mês trabalhado: R$ 92;

2 meses trabalhados: R$ 184;

3 meses trabalhados: R$ 276;

4 meses trabalhados: R$ 368;

5 meses trabalhados: R$ 460;

6 meses trabalhados: R$ 552;

7 meses trabalhados: R$ 664;

8 meses trabalhados: R$ 736;

9 meses trabalhados: R$ 828;

10 meses trabalhados: R$ 920;

11 meses trabalhados: R$ 1.012;

Trabalho de 12 meses: R$ 1.100.


Calendário PIS/PASEP 2020-2021

Imagem:Fdr

Imagem:Fdr