Novo Auxílio Emergencial deverá ser liberado dia 18 desse mês com pagamentos entre R$ 150 e R$ 375; Mães chefes deverá receber mais.

Imagem:Google

O retorno da ajuda emergencial está previsto para este mês, como indicado pelo governo federal e fontes do Congresso.
A variação dos valores que serão pagos deve considerar a composição familiar, segundo a matéria do Valor Econômico, podendo passar de R$ 150 para R$ 375.


A família formada pela mulher com filhos terá direito ao valor máximo de R$ 375; famílias com apenas uma pessoa podem receber R$ 150 e para os demais casos será alocado o valor padrão de R$ 250. A expectativa é que quatro parcelas do benefício sejam pagas até junho.


De acordo com o relatório, os pagamentos pelo novo auxílio devem começar em 18 de março para os beneficiários do Bolsa Família. Outras pessoas devem receber nos últimos dias do mês. Os pagamentos devem sair por meio da poupança social digital aberta pela Caixa Econômica Federal.


Vale ressaltar que a proposta de emenda constitucional (PEC) emergencial, que autoriza o pagamento do benefício, foi aprovada nesta quarta-feira, 3, no Senado. Nesta quinta-feira, o texto vai para a Câmara.


Todos os detalhes sobre o fechamento dos valores e pré-requisitos para receber o novo auxílio emergencial devem ser incluídos em medida provisória que será publicada nos próximos dias na PEC na Câmara.


Custo de R$ 44 bilhões para os mais vulneráveis

O gasto com o auxílio é projetado em até R$ 44 bilhões. Os pagamentos não podem ser acumulados, talvez apenas um ou dois membros da família possam receber o benefício este ano. A estratégia do governo é focar melhor os pagamentos e atingir cerca de 46 milhões de famílias em situação de vulnerabilidade social, cortando muitas pessoas que receberam no ano passado e não precisaram.