Vai se aposentar em 2021? Veja qual a idade mínima definida pelo INSS.

 

Imagem:Edital Concursos do Brasil

A implementação das novas regras que vêm com a Reforma da Previdência trouxe dúvidas para algo que já não era tão simples: entender o cálculo que define a idade mínima de aposentadoria pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).


Aqueles que não se aposentaram até novembro de 2019 terão que cumprir requisitos mínimos mais rígidos para se aposentar, como atingir 62 anos de idade para mulheres e 65 para homens, além de 15 anos de contribuição.


No entanto, aqueles que estão próximos de garantir a concessão de benefícios previdenciários podem recorrer às chamadas "regras de transição" para alcançar opções mais suaves em relação ao tempo de contribuição e à idade. Confira as mudanças para 2021, já em vigor.


INSS: Regras de transição para 2021

1- Idade mínima progressiva: no ano passado, as mulheres devem chegar a 56 anos e seis meses e 30 anos de contribuição para se aposentar. Os homens, por outro lado, foram 61 anos e seis meses, além de 35 anos de contribuição. Até 2021, a idade mínima é de 57 anos para as mulheres e 62 para os homens.


2- Aposentadoria por idade: as mulheres devem completar 61 anos em 2021, ao contrário dos 60 anos e seis meses exigidos em 2020. Os homens permanecem com o cálculo da idade anterior.


3- Sistema de pontos: este ano, as pontuações sobem para 88 no caso de contribuintes do sexo feminino e 98 no caso dos homens. Anteriormente, a exigência era que a soma da idade mais os anos de contribuição chegassem a 87 pontos para as mulheres e 97 para os homens.


4- Pedágio 50%: no caso das mulheres, aquelas que contribuíram por pelo menos 28 anos quando a reforma entrou em vigor, cabe a cumprir um pedágio de 50% do tempo que resta para chegar aos 30 de contribuição. Portanto, a idade mínima deixa de existir. Em relação aos homens, se a contribuição atingiu pelo menos 33 anos quando a reforma entrou em vigor, existe a possibilidade de cumprir um pedágio de 50% do tempo que ainda resta para atingir os 35 anos de contribuição obrigatórios.


5- Pedágio 100%: no caso dos contribuintes do sexo masculino, é possível se aposentar a partir dos 60 anos de idade, desde que o pedágio de 100% do tempo restante chegue aos 35 anos de contribuição, contados a partir do período em que as novas regras entraram em vigor. Em relação às mulheres, é possível se aposentar a partir dos 57 anos, desde que os 100% do tempo que resta para chegar aos 30 anos de contribuição fosse cumprido na data da ção que a reforma entrou em vigor.