Atenção! Novos pagamentos do PIS/Pasep e FGTS 2021 são liberados; Veja calendário.

Imagem:Google

As transferências de alguns benefícios sociais continuam no início de 2021. Nos primeiros meses do ano, os trabalhadores brasileiros receberão tanto o abono salarial do PIS/Pasep quanto o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).


Quando se trata de FGTS, a opção disponível é o saque aniversário, implementado a partir do ano passado. Para isso, o beneficiário poderá sacar recursos do Fundo anualmente no mês de seu aniversário. O valor oferecido varia de acordo com o percentual da taxa aplicada.


No caso do abono salarial do PIS/Pasep, aqueles que trabalharam formalmente em carteira assinada no ano-base de referência, neste caso de 2019, poderão sacar os recursos até 30 de junho deste ano, independentemente da data de liberação. Saiba mais sobre cada modalidade abaixo!


Saque-aniversário do FGTS

A modalidade permite a retirada de parte do saldo do Fundo, seja de contas ativas ou inativas, no mês de aniversário. Por outro lado, o beneficiário perde o direito ao saque quando a demissão ocorre sem justa causa; apenas a multa de 40% permanece.


Os repasses do benefício são feitos de acordo com o cronograma definido pelo governo federal, com possibilidade de resgate até o último dia útil do segundo mês após a autorização da liberação.


Sobre o valor a ser recebido, os pagamentos de aniversário são pagos de acordo com o saldo da conta disponível. Além de um percentual fixo, há a possibilidade de acréscimo de uma parcela adicional, que pode chegar a R$ 2,9 mil. Verificar 

Abaixo:


Para quem está em dúvida se vai ou não aderir ao saque aniversário, a Caixa disponibiliza via aplicativo ou site a simulação do valor que o trabalhador receberia se escolhesse a modalidade.


Além disso, vale ressaltar que quem migrar para o saque aniversário e decidir retornar ao sistema anterior, pode solicitar a reversão a qualquer momento. No entanto, a mudança só tem efeito no 1º dia do 25º mês da solicitação.


Abono salarial do PIS/Pasep

Os trabalhadores com direito ao PIS/Pasep em 2021 poderão colocar até R$ 1.100 no bolso a partir deste ano. O valor é R$ 55 acima do valor máximo oferecido em 2020 (R$ 1.045).

Isso se deve à mudança no salário mínimo, que reflete no teto salarial do programa. A mudança também acontece para quem recebe o valor mínimo, que passou de R$ 88 para R$ 91,66.


O trabalhador precisa considerar a quantidade de meses trabalhados com carteira assinada no ano-base para saber quanto receberá do abono. A partir daí, o cálculo consiste em multiplicar esse período pelo valor mínimo do abono salarial. Lembrando que a medida vale tanto para trabalhadores de empresas privadas (PIS) quanto de iniciativa pública (Pasep).


Em janeiro, um lote foi lançado no último dia 19. Agora, os próximos lançamentos são para os nascidos em março e abril, em 11 de fevereiro, e 17 de março, no caso de aniversários em maio e junho. Veja o cronograma das duas modalidades:


Calendário do PIS 2020-2021


Calendário Pasep 2020-2021



Importante: é necessário ressaltar que, para cada modalidade, os pagamentos ocorrem por meio de diferentes instituições bancárias. No caso do PIS, as transferências são feitas pela Caixa Econômica Federal. Quando se trata do Pasep, o Banco do Brasil é a empresa escolhida para efetuar pagamentos.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem