PIS/Pasep 2021:Confira o Calendário de pagamento que começa hoje (19); quem recebe R$1.100?

Imagem:Google

Nesta terça-feira (19), o PIS/Pasep 2021 começa a ser pago para os trabalhadores nascidos nos meses de janeiro e fevereiro que trabalham na iniciativa privada.

E para os servidores públicos com o número de inscrição terminado em 5.


O abono salarial PIS será pago nesta terça-feira (19) para os nascidos em janeiro e fevereiro, sendo que os trabalhadores podem receber até o dia 30 de junho.


Os nascidos entre os meses de julho a dezembro já receberam o ano passado, porém, ainda podem sacar o valor até 30/06.


Com isso, fica faltando receber os nascidos entre os meses de março e junho. De acordo com o calendário, divulgado pela Caixa, os pagamentos seguem até 17 de março, sendo que no dia 11 de fevereiro receberão os nascidos em março e abril e no dia 17 do mês seguinte os nascidos em maio e junho.


Como é possível perceber o abono salarial PIS é pago, de acordo, com o mês de aniversário do trabalhador formal. Já o Pasep é pago, conforme, o número de inscrição.

Sendo assim, nesta terça (19), os servidores públicos que possuem o final da inscrição 5 irão receber.


Os trabalhadores que possuem o número de inscrição finalizado em 0, 1, 2, 3 e 4 já receberam, porém, assim como o PIS, todos os servidores poderão sacar o valor até o dia 30 de junho. Dessa maneira, apenas aqueles que possuem a inscrição terminada em 6, 7, 8 e 9 ainda irão receber.


No dia 11 de fevereiro será o momento de pagamento dos servidores com o número de inscrição finalizado em 6 e 7. E, por fim, no dia 17 de março, o Banco do Brasil irá pagar os servidores que possuem o final da inscrição em 8 e 9.


Para os trabalhadores da iniciativa privada, ou seja, que recebe o PIS, o pagamento é realizado pela Caixa Econômica Federal. Já quem é servidor público e, portanto, recebe o Pasep, recebe o pagamento pelo Banco do Brasil.


O abono salarial é pago para quem recebe até dois salários mínimos em atividade formal, com carteira assinada, por, no mínimo, 30 dias em 2019.


O valor pago varia de R$ 92 a R$ 1.100, de acordo com o tempo trabalhado em 2019, com base no valor atual do salário mínimo 2021.