INSS paga auxílio-doença e pensão por morte a partir do dia 25; Veja

Imagem: Google

Calendário de pagamentos do INSS começa a vigorar em janeiro deste ano. Além dos impostos, o início de um novo ano é marcado pela renovação dos horários do Instituto Nacional do Seguro Social.

A partir do dia 25, a agência fará depósitos para auxílio-doença e pensão por morte.


Os pagamentos do INSS incluem milhares de brasileiros vinculados à previdência social. No entanto, não só os aposentados são convocados, mas também trabalhadores debilitados e parentes de luto por alguns segurados falecidos. A doença e o auxílio-morte logo começarão a ser oferecidos.


Sobre auxílio doença

Neste ano, o INSS também deve pagar as parcelas de quem solicitou o benefício antecipadamente em 2020. A liberação prévia foi autorizada devido à suspensão da perícia médica, tendo em vista o cenário de contaminação pelo novo coronavírus.


O valor básico a ser oferecido foi reajustado para R$ 1.100, o piso atual da previdência social, podendo ser reajustado de acordo com a faixa de renda do cidadão.


Para poder recebê-lo basta ter a solicitação aprovada mediante apresentação dos documentos necessários.


Sobre a pensão por morte

No caso da pensão por morte, os beneficiários são familiares e outros dependentes de um segurado do INSS que tenha morrido. Em primeiro lugar, para os novos inscritos, é necessário que o parente tenha comprovado o vínculo com o contemplado, sendo geralmente o pagamento feito para esposas, filhos e maridos.


O valor básico também é de R$ 1.100, mas tende a ser ajustado de acordo com a faixa de renda e tempo de contribuição do segurado falecido. Quanto maior o percentual repassado à pensão, maior o pagamento que pode ser dividido entre os familiares cadastrados.