Prazo até esse Mês para incluir sua empresa no Simples Nacional; Confira como fazer.

Imagem: Google

Os empreendedores têm até o final de janeiro para aderir ao Simples Nacional. O apoio pode ser feito no Portal do Simples Nacional e as empresas de serviços também podem aderir ao sistema simplificado de tributação.


O Simples Nacional é um regime tributário simplificado para micro e pequenas empresas. A plataforma foi criada em 2006, com o objetivo de incentivar a formalização dos trabalhadores autônomos no Brasil.


Com isso, o governo pode recolher impostos e os trabalhadores têm seus direitos trabalhistas garantidos. Assim, ambas as partes ganham com a formalização. Por isso, o Simples Nacional traz diversas vantagens para incentivar os empreendedores.


Esse regime inclui ainda microempreendedores individuais (MEIs) e como vantagem oferece redução de custos, com tabelas de alíquotas reduzidas. Outra vantagem é que há menos burocracia com contabilidade simplificada e produção de menos declarações.


Tudo isso, pois a arrecadação de impostos é unificada pelo Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS). Além disso, as empresas que aderiram ao Simples Nacional recebem benefícios em processos licitatórios e na exportação de produtos.


Das

O Documento de Arrecadação recolhe os seguintes impostos:


  • Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ);
  • Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL);
  • Programa de Integração Social (PIS);
  • Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins);
  • Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI);
  • Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS);
  • Imposto sobre serviços (ISS);
  • Contribuição Previdenciária Patronal (CPP).
  • Critérios para adesão ao Simples Nacional

O principal critério é o tamanho da empresa que só pode ser:

  • Microempresa: teve faturamento de até R$ 360 mil nos últimos 12 meses;
  • Pequenas Empresas (EPP): faturamento anual entre R$ 360 mil e R$ 4,8 milhões.

Além disso, existem outros requisitos que precisam ser cumpridos:

  • Não possuir outra empresa ou ser sócio;
  • Se os sócios tiverem outras empresas, a receita total não poderá ultrapassar R$ 4,8 milhões;
  • A empresa não pode ser por ações;
  • Os membros devem residir no país;
  • Pode não ter dívidas com órgãos governamentais, como federal, estadual, municipal e previdenciário;

Ofereça uma atividade permitida pelo Simples Nacional.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem