Ford fecha sua fábrica no Brasil: Desde de um século de produção, montadora abandona o país.

Imagem: Google

A Ford anunciou nesta segunda-feira (01/11) que fechará suas três últimas fábricas no Brasil, pondo fim a um século de produção no país.


A empresa norte-americana atribuiu a decisão à pandemia do coronavírus, dizendo que intensificou um quadro de vendas já ruim e "perdas significativas" no país e na América do Sul.


Estima-se que cerca de 5.000 pessoas perderam seus empregos - o impacto na cadeia indireta não está nesta conta.


"Com mais de um século na América do Sul e no Brasil, sabemos que são ações muito difíceis, necessárias, mas para criar um negócio saudável e sustentável", disse o presidente-executivo da Ford, Jim Farley.


A decisão faz parte de uma reestruturação global da Ford para melhorar seu desempenho financeiro. Com o fim da produção no Brasil, iniciada em 1920, os gastos da empresa são de US$ 4,1 bilhões a bilhões a bilhões de operações de manufatura no país, e está trabalhando para encontrar compradores.


Antes da pandemia, a empresa já havia anunciado um recuo em diversos mercados, como Brasil, Reino Unido, França, Alemanha e Rússia.


'Compromisso' com a região

Na segunda-feira, a empresa anunciou que pretende interromper imediatamente as operações em Camaçari (BA) e Taubaté (SP), embora a produção residual de algumas peças ainda continue mantendo os estoques. A fábrica de Horizonte (CE), que fabrica veículos off-road, deve fechar nos últimos dois meses de 2021.


A unidade de Taubaté, inaugurada em 1974, fabricava motores, enquanto Camaçari, inaugurada em 2001, produzia carros como o Ka Hatch.


A Ford manterá um escritório regional em São Paulo.


"Quero enfatizar que estamos comprometidos com a região a longo prazo e continuaremos a fornecer aos clientes total suporte em vendas, serviços e garantias", disse Lyle Watters, presidente da Ford América do Sul.


A consultoria IHS Markit estima que as vendas globais de automóveis caíram cerca de 15% em 2020. No Brasil, as vendas caíram 26% e não devem se recuperar por pelo menos dois anos, disse a Ford.


Fonte: BBC NEWS

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem