Veja Quem vai receber FGTS emergencial de R$1.100 liberado pelo governo; Entenda.

Imagem:Google

Os trabalhadores poderão receber novas rodadas do FGTS emergencial. Na semana passada, informantes do governo anunciaram que a equipe econômica está trabalhando na possibilidade de aprovar uma segunda liberação extra por meio do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço.

O cálculo do benefício deve ser baseado no salário mínimo vigente.


A primeira rodada de emergência do FGTS foi criada em 2020 como estratégia para conter a crise econômica motivada pelo novo coronavírus.


Diante do alto desemprego e da instabilidade financeira, o governo permitiu que milhares de trabalhadores Sacassem o valor de R$ 1.045 no fundo de garantia.


Após meses de pagamento, realizado em parceria com a Caixa Econômica Federal, o cronograma foi encerrado em 31 de dezembro. No entanto, uma nova rodada já foi anunciada. A ideia é que funcione da mesma forma, a partir de junho.


Como será a nova aquisição emergencial do FGTS?

A primeira e mais importante informação é sobre quem pode ser contemplado. Se seguir as mesmas regras do ano anterior, o FGTS emergencial deve ser sacado por todos os trabalhadores cadastrados no fundo de garantia que tenham um valor mínimo de R$ 1.100 em suas contas ativas ou inativas.


Sobre as formas de pagamento, espera-se que a Caixa volte a trabalhar por meio da poupança digital. Inicialmente, o segurado deve ter o benefício de R$ 1.100 enviado para as contas da Caixa Tem e após aproximadamente 30 dias deve fazer o saque.


Com relação aos meios de solicitação, o usuário deve liberar a autorização da transferência do seu FGTS, de modo a sinalizar o interesse na modalidade emergencial, por meio do aplicativo do FGTS. Na ferramenta, basta informar que deseja aproveitar o pagamento e aguardar a remessa.


Impacto econômico

Analistas dizem que a liberação de uma nova rodada pelo FGTS emergencial deve ser vista como uma estratégia política.


Sem grandes recursos para financiar novos benefícios de transferência de renda, o governo vem utilizando o fundo de garantia como forma de manter o giro financeiro no país e garantir a evolução de seu PIB.


Vale ressaltar que tal liberação não resulta em nenhuma despesa para a gestão federal, exceto para o trabalhador que terá o saldo do seu FGTS reduzido.

Fonte:Fdr

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem