Caixa libera PIS/PASEP por poupança digital neste mês; veja como receber.

Imagem: Google

A Caixa Econômica inicia nesta terça-feira, 8, o pagamento do abono salarial do PIS 2020/2021 por meio da conta poupança social digital do banco.

Essa será a forma de pagamento para os trabalhadores que não possuem conta corrente ou conta poupança. 


O processo de abertura de contas de poupança digital é automático e totalmente gratuito. Os trabalhadores não precisam comparecer às agências e todo o dinheiro é feito através do aplicativo Caixa Tem.


Os trabalhadores que já possuem conta na Caixa, receberão créditos do PIS em suas contas e poderão movimentar o valor com o cartão da conta ou no internet banking e aplicativo da Caixa.



Nos casos em que o valor do abono salarial não puder ser pago por meio de contas existentes ou poupança digital, o trabalhador poderá sacar com o Cartão do Cidadão e senha pessoal em casas lotéricas, terminais de autoatendimento, nos correspondentes Caixa Aqui e nas agências bancárias.


Calendário do PIS

O pagamento do abono começa amanhã, 8, para os trabalhadores que nasceram entre os meses de julho e novembro que têm direito ao benefício, mas que ainda não sacaram.


Além daquelas que tiveram as declarações do Ano Base da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS/eSocial) 2019 entregues fora do prazo determinante, ou retificados pelos empregadores, de acordo com o cronograma de pagamento.



Os beneficiários que têm conta na Caixa e nasceram entre julho e dezembro já receberam o valor em 30 de julho.


A partir da próxima semana, os trabalhadores nascidos em dezembro começam a receber o abono de acordo com o calendário do PIS/PASEP 2020/21. Verificar:


Imagem:Fdr


Poupança Digital

As economias sociais foram criadas com o objetivo de pagar auxílio emergencial em meio à pandemia coronavírus. Recentemente, foi anunciado que os valores do Bolsa Família também serão pagos através da conta social já neste mês.


A Caixa diz que a mudança trará mais controle sobre o dinheiro aos beneficiários, pois não será mais necessário sacar o valor total. Mas se o beneficiário preferir, ele pode usar o Cartão Social ou o Bolsa Família para sacar seu dinheiro.