INSS: Bancos liberam empréstimo consignado com limite até 40% ;Veja.

Imagem: Google

Uma regra publicada no Diário Oficial da União (DOU) em 8 de outubro aumentou a margem de empréstimo para aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) de 30% para 35%.


Segundo o governo federal, a medida será válida até 31 de dezembro de 2020, quando termina o estado de calamidade pública do país. A iniciativa é mais uma das medidas adotadas pela União para enfrentar a pandemia Covid-19.


Além dessa mudança, a possibilidade de aumento de cinco pontos percentuais foi mantida por meio do cartão de crédito consignado. Assim, os segurados podem comprometer até 40% de seus benefícios, antes que apenas 35% sejam permitidos.


40% do crédito consignado

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou a elaboração da Medida Provisória (MP) que aumenta a margem de crédito consignado para aposentados e pensionistas do INSS. Esta é mais uma das ações para mitigar os impactos do novo coronavírus.


A sugestão foi feita pelo Conselho Nacional de Seguridade Social, com o objetivo de contemplar os beneficiários do INSS.

Assim, o percentual do percentual de folha de pagamento da pensão oferecida para o pagamento de empréstimos avança de 35% para 40%.


Além disso, a ação abrange consumidores inadimplentes. "O objetivo é permitir que potenciais pessoas endividadas tenham acesso a empréstimos com taxas de juros mais baixas", disse o governo em comunicado.


Bancos já aceitam nova margem de crédito consignado

De acordo com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), as instituições financeiras atualizaram seus sistemas para aderir às novas regras. Com isso, os beneficiários já podem pedir emprestado.


Banco do Brasil, Bradesco, Itaú e Santander já confirmaram o avanço na margem da linha de crédito. A Caixa Econômica Federal ainda não informou sobre a nova opção.


Cada banco pode determinar sua taxa de juros no crédito consignado. No entanto, é necessário respeitar o limite mensal de 1,80% para o benefício com desconto de empréstimo e 2,70% para cartão de crédito.