13° salário: Veja Quando você vai receber o pagamento da 2ª parcela.

Imagem: Google

Os empregadores de todo o país devem pagar a 2ª parcela do 13º salário até 18 de dezembro. No entanto, muitos brasileiros podem receber um valor menor do que o esperado.
 

Isso porque as mudanças nos contratos de trabalho podem afetar o cálculo do benefício.


O Programa emergencial de Manutenção do Emprego e renda autorizou a redução proporcional da jornada de trabalho e salário, além da suspensão temporária do contrato. A medida foi criada para evitar demissões em massa durante a pandemia do novo coronavírus.


Com isso, o abono natalino ganhou novas regras para este ano, já que o empregador pode suspender o contrato ou diminuir o trabalho em 25, 50 ou 70%. O cálculo será feito proporcionalmente ao período em que o trabalhador trabalhou na empresa. Entender!


Cálculo do 13º salário

De acordo com a legislação trabalhista, se o empregado trabalhou pelo menos 15 dias, no mesmo mês, na empresa, ele tem direito a uma parcela extra. Neste caso, o valor será calculado proporcionalmente. Veja o exemplo de um empregado que trabalhou por quatro meses e ganha um salário de R$ 1.900:


R$ 1.900 ÷ 12 (meses do ano) = R$ 158,33

R$ 158,33 x 4 (meses trabalhados) = R$ 633,32

Valor da 1ª parcela: R$ 633,32 x 50% = R$ 316,66


Para o trabalhador que está na empresa há mais de um ano, o cálculo do 13º salário será equivalente ao seu ganho.
Abaixo está o exemplo de um empregado que trabalhou mais de um ano e ganha R$ 1.900:


R$ 1.900 ÷ 12 (meses do ano) = R$ 158,33

R$ 158,33 x 12 (meses trabalhados): R$ 1.900

Valor da 1ª parcela: R$ 1.900 x 50% = R$ 950

Vale ressaltar que em ambos os casos a 2ª parcela terá um valor menor, já que haverá descontos do INSS e do IR.


13º salário daqueles que recebem comissão

No caso dos trabalhadores que recebem comissão, o benefício é calculado com base na média dos valores recebidos no período de janeiro a outubro (para a primeira parcela) e de janeiro a novembro (para a segunda parcela).


Vale ressaltar também que, se houver comissões ainda em dezembro, o valor será recalculado. A diferença deve ser paga até o 5º dia útil de janeiro do ano seguinte.


Quem não tem tempo fixo

No caso dos trabalhadores intermitentes, modalidade criada pela reforma trabalhista, o valor do 13º não será pago no final do ano. Isso porque o empregado recebe proporcionalmente ao fim de cada prestação de serviço, juntamente com o salário e férias proporcionais.


Se o trabalho funciona pelo menos 15 dias por mês para o mesmo empregador, o 13º é proporcional ao que o mês trabalhou. Se o salário é de R$ 2.000, por exemplo, fica assim:


R$ 2.000 ÷ 12 (meses do ano) = R$ 166,67

R$ 166,67 x 1 (mês trabalhado) = R$ 166,67

Valor da 13ª proporcional: R$ 166,67 (um mês trabalhado).

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem