Salário mínimo em R$ 1.088, quanto ficaria a aposentadoria do INSS 2021?

Imagem: Google

Se a última projeção do Ministério da Economia para o piso salarial for confirmada para 2021, passando de R$ 1.045 a R$ 1.088, a maioria dos aposentados deve ter reajuste para esse mesmo valor, pois cerca de 70% dos beneficiários da pensão recebem um salário mínimo.


Como o salário mínimo também reajusta o piso dos benefícios do INSS, os segurados que recebem até um salário deverão ganhar um aumento de cerca de 4,10% no próximo ano. O reajuste do piso nacional é definido pelo governo federal que leva em conta as análises de caixa e inflação no país.


É definido no início de cada ano por meio de medida provisória e deve ser aprovado pelo Congresso, entrando em vigor em fevereiro. Atualmente o salário mínimo é fixado em R$ 1.045 e com o aumento, além de aposentadorias e pensões também aumenta o valor do Benefício de Prestação Continuada (BPC).


Reajuste para quem ganha mais de um salário

A regra muda para aposentados que recebem mais do que o salário mínimo, mesmo que sejam apenas alguns reais a mais. Nesses casos, o reajuste é feito de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).


O INPC cresceu 3,93% no acumulado deste ano, muito próximo dos 4,10% estimados pelo governo e que serviu de base para o cálculo do reajuste do salário mínimo.


No entanto, nos últimos 12 meses, o índice aumentou 5,20%. Se em dezembro segue esse ritmo e há um aumento acentuado, existe a possibilidade de que aqueles que recebem mais tenham um reajuste maior do que os 4,10% daqueles que recebem apenas o salário mínimo.


Aumento do valor do teto de benefícios

Geralmente, o salário mínimo e o PISO do INSS têm um reajuste ligeiramente maior que o INPC, mas o contrário também acontece.  O INPC também é o índice que define o reajuste do teto dos benefícios do INSS. Assim, se realmente se acertar em torno de 4,10%, o valor máximo que pode ser pago em benefícios passaria dos atuais R$ 6.101 para R$ 6.351,20.


  • Valor mínimo do INSS: R$ 1.088
  • Valor do teto do INSS: R$ 6.351,20