Caixa cria novo calendário do Auxílio Emergencial para reprovados; Confira QUANDO vai começar.

Imagem:Google

O Governo Federal divulgou nesta sexta-feira (11), um novo cronograma para pagamento de auxílio emergencial para quem realizou o desafio do bloqueio.

De acordo com informações, serão mais 1,2 milhão de pessoas beneficiadas que receberão o auxílio na conta poupança social digital entre os dias 13 e 29 de dezembro.


No domingo (13), a reprovada começará a receber o auxílio na conta digital, e os depósitos continuarão até o dia 29. As saídas começarão em 19 ou 21 de dezembro para os nascidos em janeiro, de acordo com a situação anterior ao bloqueio. Assim, haverá beneficiários que receberão parcelas de R$ 600 ou uma parcela de R$ 300.


Esse grupo faz parte dos cidadãos que tiveram o pedido reavaliado ou que contestaram o benefício bloqueado ou descontinuado. Segundo o Ministério da Cidadania, o novo calendário inclui 1,2 milhão de pessoas.


Além disso, neste grupo também há 4.500 pessoas que fizeram o desafio em novembro.


Beneficiários do novo calendário de auxílios emergenciais

Beneficiários que não receberam nenhuma parcela do auxílio e tiveram o pedido reavaliado em novembro: 5 parcelas de R$ 600;

Beneficiários que receberam apenas as parcelas de R$ 600 e fizeram a disputa entre 14 e 23 de novembro das parcelas de R$ 300 negadas: uma parcela de R$ 300;

Beneficiários que receberam a 1ª parcela de R$ 600 em julho: uma parcela de R$ 300.

Cronograma de pagamento do novo calendário de auxílios emergenciais

Os depósitos na conta Poupança Digital terão início no próximo domingo (13) e seguem até 29 de dezembro.


A transferência/transferência só estará disponível a partir de 19 de dezembro e durará até 27 de janeiro de 2021. Veja os calendários abaixo:


Beneficiários que não receberam nenhuma parcela do auxílio e tiveram o pedido reavaliado em novembro

Imagem: Fdr



Beneficiários que receberam apenas as parcelas de R$ 600 e fizeram a disputa entre 14 e 23 de novembro das parcelas de R$ 300 negadas

Imagem: Fdr


Beneficiários que receberam a 1ª parcela de R$ 600 em julho

Imagem:fdr