Contestação do auxílio emergencial poderá ser feita com novo prazo; Veja como!

Imagem: Google

Os beneficiários do auxílio emergencial que teve o pagamento suspenso tiveram o prazo estendido para contestar o cancelamento.

O desafio pode ser feito pelo site da Dataprev até o dia 26 de dezembro, de acordo com a situação.


O Governo Federal prorrogou o prazo para a contestá-lo de auxílios emergenciais cancelados. Assim, quem teve o auxílio de R$ 600 ou R$ 300 cancelado ou a prorrogação da parcela rejeitada pode contestar a decisão no site da Dataprev.


Assim, há três grupos que ainda podem contestar a decisão do Ministério da Cidadania:


Beneficiários que tiveram o auxílio de R$ 600 cancelados por irregularidades: podem fazer o desafio entre 11 e 20 de dezembro;

Beneficiários considerados inelegíveis para receber as parcelas de prorrogação de R$ 300: as disputas podem ser feitas entre 17 e 26 de dezembro;

Beneficiários que tiveram o auxílio de extensão de R$ 300 cancelados: podem concorrer até 18 de dezembro.


Esses pagamentos foram interrompidos devido à Medida Provisória nº 1.000/2020, que prevê uma reavaliação mensal dos inscritos. Com isso, verifica-se se a situação indicada no momento do registro permanece a mesma.


Assim, verifica-se se os beneficiários obtiveram emprego, passaram a receber benefícios previdenciários ou previdenciários, ou se morreram. Esses dados são verificados pelo Comptto-Geral da União (CGU) e pelo Tribunal de Contas da União (TCU).


Em alguns casos, a situação daqueles que fizeram a solicitação pode ter mudado e o banco de dados ficou desatualizado. Por isso, o Governo Federal dá a oportunidade para que as pessoas entrem no site da Dataprev e contestem o cancelamento. É o caso, por exemplo, das pessoas que recebiam seguro-desemprego, não recebem mais esse benefício e passaram a ter direito ao Auxílio Emergencial", explica a secretária nacional do Cadastro Único do Ministério da Cidadania, Nilza Emy Yamasaki.



Esses órgãos contêm as informações fornecidas pelos beneficiários com outras bases de dados. Se alguma irregularidade for identificada, os pagamentos são bloqueados de forma preventiva, a fim de evitar fraudes.


Como contestar a ajuda de emergência?

  • Digite suas informações pessoais, como nome completo, data de nascimento, nome da mãe e Número da 
  • Previdência Social;
  • Clique em "Análise do concurso".

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem