Nome com restrição: Saiba como regularizar a situação de seu CPF.

Imagem: Google

Ao fazer qualquer solicitação de compra ou crédito, a empresa tem o direito de receber o valor dentro do prazo estabelecido.

Se isso não ocorrer, o nome do devedor é repassado aos órgãos de proteção da dívida. Com isso, o titular recebe o nome com restrição. Saiba abaixo como verificar e regularizar a situação do CPF.


Atualmente, alguns órgãos de proteção ao crédito podem ser utilizados por empresas credoras para indicar a pendência. Entre eles estão o SPC e Serasa. A partir do momento em que o relatório da dívida é repassado, a agência entra em contato com o consumidor para que o valor possa ser pago.


Se o pagamento não ocorrer dentro dos parâmetros estabelecidos, o nome será não documentado antes desses serviços. Dessa forma, a pessoa negativa pode ter mais restrições para fazer um financiamento, solicitar um empréstimo, comprar cartão de crédito, entre outros.


Com relação à dívida, essa pendência pode se referir a dívidas de qualquer tipo, como telefone, água, energia, contas de cartão de crédito, entre outras. Portanto, o titular deve estar ciente de qualquer não pagamento para evitar o nome com restrição.


Para verificar a situação atual do nome, a pessoa tem a possibilidade de verificar através do site do Serasa, por exemplo. A consulta pode ser feita por meio de cadastro com o número do CPF, além de envio de informações solicitadas pelo site. Não há cobrança adicional pelo acesso.


Outra vantagem do acesso ao Serasa é a indicação de pontuação por pontuação. Através de uma avaliação de 0 a 1000, as instituições financeiras conhecerão o nível de confiança do titular do CPF. Quanto maior o número, maiores as chances de ter um crédito aprovado.


Como regularizar o CPF

O nome da pessoa pode ser quitado mediante quitação da dívida, diretamente com a instituição financeira em que ocorreu a dívida. Ao pagar todas as pendências à instituição, o CPF deve ser regularizado no prazo de cinco dias úteis.


Outro problema que pode acontecer é ter a dívida vinculada ao nome indevidamente. Caso a pessoa perceba o problema, deve informar a instituição do que aconteceu para que possa regularizar a situação.


Vale lembrar que se houver novas dívidas, o nome voltará a ser sujo. Para evitar situações de dificuldades financeiras, o controle e o planejamento do fluxo de dinheiro tornam-se essenciais na vida da pessoa.