Bolsa Família credita R$300 para NIS final 1 nesta terça-feira; Veja calendário!

Imagem: Reprodução / Google

Nesta terça-feira (17), a Caixa Econômica Federal inicia o pagamento da oitava parcela do auxílio emergencial para os beneficiários do Bolsa Família com NIS encerrado em 1º. Os pagamentos continuam até 30 de novembro, de acordo com o calendário divulgado pelo banco.


Os beneficiários do Bolsa Família começam a receber a oitava parcela do auxílio emergencial em novembro, a partir do dia 17. Os primeiros a receber a terceira parcela de R$ 300 são os que estão com o NIS (número de identificação social) concluído em 1.


Segundo a Caixa, até sexta-feira (20), 6,4 milhões de brasileiros receberão o pagamento. Somente na terça-feira (17), 1,6 milhão de cidadãos que recebem o Bolsa Família e têm o NIS encerrado em 1 


Final de novembro do NIS

Imagem: fdr

A Caixa Econômica Federal já liberou o cronograma de pagamento das quatro parcelas de R$ 300 desde que foi anunciado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), em setembro. Veja abaixo o calendário de pagamento do mês de dezembro:


Fim do NIS dezembro

Imagem: fdr

Esse calendário não corresponde aos beneficiários do auxílio que não fazem parte do Programa Bolsa Família.

Estes recebem de acordo com o Ciclo de Pagamento, ou seja, a partir do momento em que receberam a primeira parcela de R$ 600.


Auxílio emergencial

Os pagamentos que estão acontecendo de abril vão até dezembro. Foram cinco parcelas de R$ 600 e quatro de R$ 300.


O objetivo é ajudar a população brasileira mais vulnerável e que sofre com os impactos da pandemia Covid-19.


Por essa razão, o auxílio governamental é direcionado aos trabalhadores indiretos, microempreendedores individuais (MEI), trabalhadores autônomos, desempregados e beneficiários do Bolsa Família. Desde que você atenda aos seguintes critérios:


  • Ter mais de 18 anos ou ser mãe adolescente;
  • Ter renda familiar mensal de até três salários mínimos, ou seja, R$ 3.135,00;
  • Não tem emprego formal;
  • Não ser beneficiário do INSS;
  • Não ter tido um rendimento tributável acima do teto de R$ 28.559,70 em 2018.

Os pagamentos ao grupo fora do Bolsa Família, conforme declarado anteriormente, são de acordo com o Ciclo de Pagamento definido a partir do recebimento da primeira parcela do auxílio emergencial. No site da Caixa você pode acessar todos os calendários disponíveis.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem