Como saber se tenho direito a sétima parcela do auxílio emergencial?

Imagem reprodução / Google

O período brasileiro revela uma situação em que muitos brasileiros estão ligados ao apoio do governo para sustentar suas vidas.

Portanto, os esforços de ajuda são um bote salva-vidas contra a pobreza global.

No entanto, com a chegada dessa ajuda, muitas pessoas têm dificuldade em usar os novos recursos.


Por causa de tudo isso, um dos pontos que as pessoas podem estar tendo dificuldade, é o que você vai ver neste artigo sobre "Como eu sei se tenho direito à sétima parcela de ajuda emergencial?"


Quem tem direito a ajuda de emergência?

Esse benefício se aplica a trabalhadores desempregados, inativos, autônomos, microempreendedores individuais (MEI) e contribuintes individuais e opcionais do INSS.


Para receber os benefícios, cada candidato também deve cumprir as seguintes condições:

Exceto mães adolescentes, mais de 18 anos.


  • Não trabalhar com carteira assinada em vez de se tornar um funcionário público e não exercer cargo eletivo
  • A renda familiar não ultrapassa R$ 522,50 por pessoa, ou a renda familiar total não ultrapassa R$ 3.135
  • Não recebam seguro-desemprego, benefícios previdenciários e previdenciários, ou rendimentos de outros programas de renda federal que não sejam subsídios familiares;
  • Em 2018, não foram recebidos impostos superiores a R$ 28.559,70.
  • Automaticamente, a isenção será concedida a quem já está no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) e atender aos requisitos listados acima.

Por outro lado, outros cidadãos devem solicitar benefícios nos correios, site ou atendimento de mergencia.


fazer o auxílio de emergência?

O benefício pode ser sacado em uma lotérica da Caixa Econômica Federal ou no caixa eletrônico sem o uso de cartão físico. No aplicativo Caixa Tem, o beneficiário será notificado ao ter a opção "Saque-out" será disponibilizado ao usuário em tempo hábil (de acordo com o calendário).


Quando você quiser sacar o dinheiro é necessário informar o valor da parcela do programa, o máximo é de R$ 600.

Logo depois, o programa irá gerar códigos que devem ser informados no caixa eletrônico, na lotérica para o término da operação ou no aplicativo Caixa Tem.


De acordo com a Caixa, quem não puder usar a Caixa tem que gerar um código de caixa pode iniciar o processo de saque sem cartão em qualquer agência da Caixa.


É importante ressaltar que as transferências não são obrigatórias ou necessárias para lidar com a gestão dos benefícios recebidos: pessoas que não fizerem saídas podem fazer transferências e pagamentos gratuitos através do aplicativo Caixa Tem.


Plataforma para consultoria de ajuda emergencial

Não se esqueça que só você pode usar a plataforma e consultar o Auxílio Emergencial, que é o site de consulta da Datapreve e o aplicativo de auxílio emergencial da Caixa Econômica Federal.

Portanto, o CPF é um dos principais documentos cobrados pela boa execução do serviço.

Mais do que isso, se você nunca entrou na plataforma, você precisa criar um cadastre-se e caminhar por ela passo a passo.


Sétima parte do auxílio de emergência

Dada a situação inusitada que é o ano de 2020, a maioria dos brasileiros começa a contar com ajuda do governo. E bem, agora a sétima parcela do auxílio emergencial será de valor de R$ 300 para todos que atenderem aos requisitos do auxílio emergencial.


Para lembrar, a sexta parcela do auxílio emergencial passou de 600 reais e 1200 reais para respectivamente 300 reais e 600 reais (mães chefes de família).


O governo federal divulgou um novo cronograma para as parcelas 6, 7, 8 e 9 de atendimento emergencial.

A Caixa passou a pagar a sétima parcela de R$ 300 ou R$ 600 em benefícios na segunda-feira, 19 de outubro.


Para o Bolsa Família, o pagamento será referente ao último dígito do Número de Identificação Social (NIS), e a mãe que é chefe de família receberá o dobro de R$ 600. Já para os demais inscritos, será baseado no mês de nascimento e na data de recebimento da primeira parcela.


Então, você entende como saber se eu tenho direito à sétima parcela de ajuda emergencial? Você já ouviu falar de algum desses pontos? Deixe um comentário com sua pergunta ou experiência. Além disso, não se esqueça de compartilhar em suas redes sociais.