CNH Social ganha aprovação no Distrito Federal; Veja como obter a sua.

Imagem: Google

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), aprovou a CnH Social na última terça-feira (11/10). Com a aprovação, a população de baixa renda poderá emitir uma carteira de motorista gratuitamente.


Ibaneis Rocha, governador do DF, assinou a regulamentação do Projeto de Lei 944/2020, que trata da CNH Social. Com a aprovação, a população mais carente poderá emitir a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) totalmente gratuita.


O projeto de autoria do Governo do Distrito Federal foi votado em segundo turno na Câmara Legislativa em abril deste ano.


Segundo o governador, a previsão é disponibilizar três mil CNH Social por ano, gerando um custo de R$ 6 milhões para o Detran-DF.


Os beneficiários terão direito ao curso, formação e emissão da CNH, sem custo. Assim, os beneficiários estarão isentos de gastos com testes de aptidão física, mental, psicológica e toxicológica, por exemplo.


Além disso, eles não terão que pagar por aulas teóricas e práticas nas autoescolas. Atualmente, o custo para emitir a CNH no Distrito Federal é de cerca de R$ 2.000, dependendo da categoria: motocicletas (A), carros leves (B), caminhões (C), ônibus ou micro-ônibus (D) e reboques e caminhões (E).


De acordo com o Projeto de Lei, todos os anos o governo deve indicar quantos serão beneficiados, incluindo todas as categorias: carros, motocicletas, caminhões e ônibus.


O objetivo da medida, segundo o governador, é inserir a população mais pobre no mercado de trabalho.


A regulamentação é "uma porta de saída para as pessoas que estão em uma zona de dificuldade e vulnerabilidade para entrar no mercado de trabalho", disse o governador Ibaneis durante solenidade no Palácio do Buriti.


"Esse programa que iniciei durante a campanha e encaminhei para a CLDF, foi aprovado pelo distrito e agora regulamentado. Dá condições para aquelas pessoas que não têm qualquer tipo de saída para conseguir uma carteira", declarou.


"O custo será arcado pelo Detran-DF.

Os Departamentos de Justiça e Desenvolvimento Social vão cadastrar pessoas em vulnerabilidade e encaminhá-las para o Departamento de Trânsito, para que possam levar suas carteiras", completou Ibaneis.


Além disso, o governo também deve disponibilizar vagas para a renovação gratuita do documento, mas esse serviço só estará disponível durante a pandemia Covid-19. A ação faz parte do Programa de Empoderamento Social.


O diretor-geral do Detran-DF, Zélio Maia, também participou da solenidade e declarou: "Hoje temos uma lei para resgatar a cidadania daqueles que não têm cerca de R$ 2 mil para tirar Carteira Nacional de Habilitação".


"Este programa é muito maior do que simplesmente entregar uma Carteira de Habilitação. Trata-se de um projeto de inclusão social e aumento da atividade econômica. O Distrito Federal também está dando ao cidadão brasileiro a oportunidade de entrar no mercado de trabalho", acrescentou.


Requisitos da CNH Social DF

  • Acima de 18 anos ou 21 anos (de acordo com a categoria de qualificação);
  • Saber ler e escrever;
  • Inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) para Programas Sociais do Governo Federal;
  • Residentes, há pelo menos dois anos, no Distrito Federal;
  • Ter renda familiar mensal de até meio salário mínimo (R$ 522,50);
  • não sofreram qualquer penalidade decorrente de infrações de trânsito de natureza média, grave ou muito grave nos últimos 12 meses anteriores à inscrição;
  • Tenha CPF e RG.

De acordo com o que foi informado pelo Diretor Geral do Detran-DF, 40% das vagas serão destinadas à seleção de inscritos que fazem parte de programas sociais listados pelas Secretarias de Justiça e Desenvolvimento Social.
Os outros 60% ficarão a cargo do Departamento de Trânsito.


CNH Social DF

O programa é composto por duas categorias: Cidadão Qualificado e Estudante Qualificado. O primeiro pretende atender cidadãos com mais de 25 anos que estejam matriculados no CadÚnico e busquem emitir as primeiras categorias de qualificação ou mudança, a fim de melhorar as possibilidades de trabalho.


O projeto Student Qualified tem como objetivo auxiliar o acesso dos jovens aos seus primeiros empregos, por isso, tem a CNH livre para melhorar o currículo e oferecer melhores condições para ingressar no mercado de trabalho.


Para isso, o candidato, deste último programa, deve estar inscrito no Enem ou ter participado em 2019. Além disso, ele deve estar cursando ou ter concluído o ensino médio em uma escola pública ou como bolsista integral em uma escola particular.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem