Conhece o auxílio-reclusão? Veja como ter direito e como solicitar o benefício.


Você conhece o auxílio de reclusão? O benefício é pago pelo INSS e destina-se a dependentes de um segurado que cometeu um delito e foi preso. Para recebê-lo, os dependentes precisam se enquadrar em regras como renda, tempo de contribuição, entre outras. 
Saiba mais detalhes sobre o benefício aqui. 


O benefício é pago pelo INSS a dependentes de um trabalhador que cometeu um crime e foi preso em regime fechado. Isso significa que, em casos de regime aberto ou semiaberto, os dependentes não recebem o auxílio.


Pré-requisitos para solicitação do benefício

Para solicitar o auxílio-reclusão é necessário que o trabalhador detido seja de baixa renda e que no momento em que for preso, conte com renda bruta mensal igual ou inferior a R$ 1.425,56, em 2020. Esse valor é reajustado anualmente pelo INSS.


Se o trabalhador está desempregado no mês de prisão, mas tem os pagamentos do INSS em ordem, será considerado o último salário que recebeu enquanto tinha um emprego. Também é necessário que tenham sido feitas 24 contribuições à Instituição.


Público-alvo que tem direito ao benefício

Os seguintes dependentes do detento podem estar diretamente no benefício:


  • O cônjuge (marido ou mulher) ou parceiro (a)
  • Crianças não disciplinadas com menos de 21 anos ou de qualquer idade (se incapacitadas ou incapacitadas)
  • Pais e irmãos com menos de 21 anos, ou de qualquer idade (se incapacitados ou incapacitados).

Como solicitar ajuda de reclusão?

Para solicitar você deve entrar no site ou aplicativo do meu INSS, que está disponível para download em celulares Android e iOS, ou pelo telefone 135.


No portal, basta criar seu login com usuário e senha e procurar a opção "Horários/Requisitos". O próprio sistema listará todos os benefícios disponíveis para solicitação.


Após a escolha do "auxílio reclusão", o candidato precisará preencher um formulário com seus dados pessoais e anexar uma série de documentos que comprovem que tem direito ao salário.


Documentos obrigatórios 

  • Documentos pessoais que tenham uma foto do dependente e do trabalhador detido
  • Carteira de trabalho, carteira de trabalho de contribuição ao INSS ou algum outro documento que ateste o vínculo com a Previdência Social.
  • Declaração de prisão, emitida pela unidade prisional onde o trabalhador está preso
  • Documentos que comprovem a condição de dependente, como certidão de nascimento (para menores de 21 anos), certidão de casamento (cônjuges e parceiros), conta bancária conjunta (para pais e irmãos dependentes), entre outros.