Diretor da OMS afirma que vacina contra o COVID-19 poderá estar pronta no final desse ano.


Diretor da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus disse na terça-feira que uma nova vacina anti-coronavírus pode estar pronta até o final de 2020, informou a Reuters.


Falando publicamente ao final de uma reunião de dois dias do comitê executivo da OMS sob o surto de Covid-19, ele disse: "Precisaremos de uma vacina e há esperança de que até o final deste ano possamos ter uma. É isso que esperamos", ressaltou, sem dar mais detalhes sobre o assunto.


Atualmente, existem nove vacinas experimentais em fase avançada, que fazem parte do mecanismo global de distribuição de vacinas covax, liderado pelo organismo mundial, que visa principalmente garantir que haja dois bilhões de doses da droga até o final de 2021.


A OMS vê que esse otimismo em causa da crise de saúde pública tem sido constante. Foi chamado em um artigo de opinião publicado na semana passada no jornal independente britânico, Tedros. Enfatiza que "a lição mais importante é sempre a mesma: quais estágios do surto no país não são tarde demais para mudar o curso das coisas".


Apesar de um aumento dramático no número de pacientes em um momento em que o Covid-19 já afetou mais de 35,5 milhões de pessoas e causou mais de um milhão de mortes, os responsáveis estão tentando enviar uma mensagem de "esperança" e tranquilidade. Este é um momento difícil para o mundo. Mas há lágrimas de esperança que são encorajadoras para nós agora e em um futuro próximo."


"Mais de um milhão de pessoas já perderam suas vidas porque o Covid-19, e muitos outros sofrem de surtos", disseram especialistas, destacando também a velocidade sem precedentes com que o mundo tem sido capaz de desenvolver, testar e mobilizar para encontrar uma vacina eficaz e segura o mais rápido possível.


Tedros também defendeu a importância do "investimento sustentável" no bem-sucedido sistema público de saúde na luta contra o vírus.


"Esta não é uma oportunidade para o Uruguai ter o sistema de saúde mais eficiente e resiliente da América Latina com investimento sustentável com base no consenso político sobre a importância de investir em saúde pública", acrescentou.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem