A rede social Facebook oferece cursos grátis para micro empresas.


Rede social O Facebook está oferecendo três cursos de capacitação gratuitos voltados para empreendedores brasileiros. Oportunidade de realizar o objetivo de apoiar grupos no passado, exceto de ambientes empreendedores e inovadores. Todo o curso acontece pela Internet.


O Afrohub, que reúne iniciativas do Preta Hub, Afrobusiness e Diáspora.Black, um único centro de favelas (Cufa) e Migraflix, é parceiro na iniciativa.


"Estamos vivendo um momento em que o digital é essencial para a sobrevivência das empresas, especialmente das pequenas e médias empresas", disse Debora Nitta, proprietária de negócios da Companhia. "É uma grande oportunidade", disse o diretor global de marketing do Facebook para a América Latina sobre as oportunidades oferecidas.


Entre eles estão: Adrian Barbosa, presidente da Pretahub e criador da Feira Preta; Fernanda Ribeiro, fundadora de Antonio Pita Celoso Atayed, fundador da Couffa e diretor da Migralix.


As inscrições devem ser feitas pela internet. A plataforma pede aos interessados que forneçam informações disponíveis, como nome completo, e-mail, país de origem, telefone, cidade, residência, sexo, se a pessoa tem seu próprio smartphone, acesso 3G ou wifii 4G em casa e computador.


Confira ofertas de cursos

 Afrohub

O Afrohub vem estimulando o ecossistema de empreendedorismo afro no Brasil há três anos com pesquisas, incentivos empresariais e ajudando empreendedores com tecnologia. A versão anterior foi realizada pessoalmente. Esta é a primeira vez que estará na Internet devido a um novo surto do Covid-19 no  país.


Os cursos do Afrohub abordam temas como gestão financeira, vendas e comunicação. Em cada 20 horas de conteúdo gratuito estará disponível. Também poderá acompanhar o conteúdo inédito das redes sociais com dicas curtas para complementar o que será visto em sala de aula.


"Tudo foi cuidadosamente pensado para atender às necessidades dos empreendedores africanos", disse Fernanda Leôncio, estudante de 20 anos da universidade. Disse o fundador do Afro business sobre a proposta.


A Central Das Favelas (Cufa) é parceira do Facebook há cinco anos desde 2015, sua capitania só acontece através do aplicativo de mensagens WhatsApp, por isso é interessante que os alunos tenham seus próprios smartphones. Este curso é voltado para empreendedores residentes em favelas de todo o Brasil que desejam usar as redes sociais para atrair e vender mais bens e serviços de seus próprios negócios.


A Cufa também proporcionará uma vida especial nas redes sociais sobre histórias de sucesso e dicas financeiras que podem expandir o conhecimento dos alunos. As inscrições devem ser concluídas até o dia 26 de outubro pelo WhatsApp para (11) 9-5775-0125 em todas são 20.000 mil vagas disponíveis.


O terceiro e último curso será oferecido pela Migraflix e voltado para imigrantes e refugiados. O objetivo é ajudá-los a voltar ao mercado. A nova plataforma tem como objetivo ensinar ao canal a primeira citação como gerenciar seu próprio negócio, independentemente do campo.


Entre os conteúdos a serem abordados estão modelos de negócios, educação financeira, gestão, marketing e estratégias para impulsionar as vendas nas redes sociais. A expectativa é que os serviços públicos sejam limitados a 50 mil pessoas.


Frutos de negócios na Internet

De acordo com o Serviço Brasileiro de Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), algumas dicas devem ser levadas em conta por quem quer montar e manter negócios na internet.


A primeira é analisar seu comportamento como empreendedor. Segundo, desenvolver um modelo de negócio.


O terceiro passo é estudar a viabilidade financeira do seu negócio, seja ele rentável e rentável, por exemplo, o quarto truque é criar uma cerimônia para a empresa para que não haja problema burocrático no futuro.


O Sebrae também entrou em contato para identificar também como acessar o mercado e os limites finais de crédito, apoiar as apólices de contabilidade, emprego e seguros.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem