Banco Neon tendem a trazer clientes de outros bancos com objetivo para adicionar a sua base.

Imagem / Neon



No início de setembro, a Fintech pagou à Neon US$ 1,6 bilhão em uma rodada de captação de recursos. Esse é o maior valor recebido na história da empresa em 2018, a empresa recebeu US$ 72 milhões e US$ 400 milhões em 2019.


De acordo com o sócio da Vulcan, Rafael Costa, a Neon triplicou seu número de clientes em um período de 12 meses e atingiu a marca de 9,5 milhões de contas. Essa é uma das razões pelas quais as empresas apostam em fintech, segundo analistas, a avaliação está entre 5 e 10 bilhões de reais.


Em entrevista à Veja, Jean Sigrist, presidente da Neon, disse que concorrentes diretos são grandes bancos, sobre o público-alvo, que ele diz estar tentando alcançar as pessoas da classe. C. Vale ressaltar que esse grupo representa mais de 100 milhões de brasileiros, que abrangem a maioria de cada microempreendedor.


A Companhia investirá em produtos de crédito. Adquirindo pessoal e fundos regulamentados, bem como grandes bancos digitais estão crescendo, a Neon planeja seguir o mesmo caminho.


"Esses investimentos são importantes para empresas como Neon, fintech e startups continuarem aproveitando o negócio. O portfólio foi revertido no mercado de tecnologia de pessoas e otimização de produtos, o que proporciona uma maior expansão da empresa", disse a empresa após capturar a imagem.


Rotas do Banco Digital

Essas novas empresas oferecem serviços de baixo custo com menos burocracia e mais fácil de usar. O Nubank, por exemplo, tem 25 milhões de clientes e já levantou US$ 1,4 bilhão.


Em breve, o Banco Central disponibilizará novos recursos para bancos como o sistema Pix e bancos abertos.

Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem